Download E-books O Moleque Ricardo PDF

By José Lins do Rego

About the writer (from Goodreads):

José Lins do Rego Cavalcanti (July three, 1901 in Pilar Paraíba - September 12, 1957 in Rio de Janeiro) used to be a Brazilian novelist such a lot identified for his semi-autobiographical "sugarcane cycle." those novels have been the root of flicks that had distribution within the English conversing international. in addition to Graciliano Ramos and Jorge Amado he stands as one of many maximum regionalist writers of Brazil. in keeping with Otto Maria Carpeaux (Brazilian literary critic), José Lins used to be "the final of the tale tellers". His first novel, Menino de Engenho ("Boy from the plantation"), was once released with hassle, yet quickly it obtained praised by means of the critics.

Sobre o livro:

Nascido no Engenho Santa Rosa, no inside de Pernambuco, o “moleque de eito” Ricardo tinha poucas perspectivas de ascender na vida. Aos sixteen anos, inconformado com seu destino, ele come to a decision fugir para Recife e começar uma nova vida longe da roça.

Na capital pernambucana, Ricardo consegue encontrar um emprego. Porém mais do que trabalhar em troca de um salário, suas novas experiências incluem a descoberta do amor e da militância política. No entanto, o que parecia uma porta para a liberdade acaba em tragédia, com a prisão do rapaz na Ilha de Fernando de Noronha.

Primeiro romance de José Lins do Rêgo escrito em terceira pessoa, O moleque Ricardo tem um uniqueness cunho político. A trajetória do negro de engenho que busca uma nova vida na cidade, sem sucesso, reflete a lógica da cultura nordestina de que o trabalhador “alugado” tem melhor condições de vida do que o proletário urbano.

Show description

Read Online or Download O Moleque Ricardo PDF

Similar Literature books

Sick City: A Novel

“Sick urban is enjoyable, twisted and brutal…. O’Neill might be our generation’s Jim Thompson. ”— James Frey, writer of vivid glossy Morning “Tony O’Neill works his L. A. humans the way in which Dutch Leonard had his hand down the pants of each degenerate in his nice Detroit novels. ”— Barry Gifford, writer of untamed at Heart From Tony O’Neill, the writer of Down and Out on homicide Mile and coauthor of the Neon Angel and the hot York occasions bestselling Hero of the Underground, comes ailing City—a wild experience of 2 junkies, Hollywood, and the Sharon Tate intercourse tape.

The Mystics of Mile End: A Novel

Sigal Samuel’s debut novel, within the vein of Nicole Krauss’s bestselling The historical past of affection, is an creative tale that delves into the guts of Jewish mysticism, religion, and relatives. “This isn't really a normal tree i'm making. “This,” he stated, “this is the Tree of data. ” In the half-Hasidic, half-hipster Montreal local of Mile finish, eleven-year-old Lev Meyer is getting to know that there's a spot for Judaism in his lifestyles.

East of Eden (Penguin Twentieth Century Classics)

A masterpiece of Biblical scope, and the magnum opus of 1 of America’s so much enduring authorsIn his magazine, Nobel Prize winner John Steinbeck referred to as East of Eden "the first book," and certainly it has the primordial energy and straightforwardness of fable. Set within the wealthy farmland of California's Salinas Valley, this sprawling and sometimes brutal novel follows the intertwined destinies of 2 families—the Trasks and the Hamiltons—whose generations helplessly reenact the autumn of Adam and Eve and the toxic contention of Cain and Abel.

A Clergyman's Daughter

Dorothy, the heroine of this novel, plays stable works, cultivates reliable ideas, and pricks her arm with a pin while a nasty inspiration arises. She then has a sequence of unforeseen and degrading adventures after turning into a sufferer of amnesia. notwithstanding she regains her lifestyles as a clergyman’s daughter, she has misplaced her religion.

Additional resources for O Moleque Ricardo

Show sample text content

Bem que podia acontecer uma coisa destas. Então ele se through só no Rio, sem conhecer ninguém, sem ninguém se aperceber da sua desgraça. Este irmão do patrão queria ele para capanga também. Ficava por lá com esta capa de tomar conta da chácara. No certo period para cão de fila que seu João desejava que ele aceitasse o convite. Por outro lado, o pai de Odete se lembrava do Paz e Amor. Quem ficaria na presidência? Não encontrava um capaz. O vice-dito só figurava na diretoria em figura. Não dispunha de força. O secretário, outro banana. O Paz e Amor se afundaria. Pensou nos seus cinco anos da rua do Cisco. Se passara tanta coisa naqueles cinco anos! Viu de lá sair morta muita gente grande, muito anjo, muito menino. Mas ali na rua do Cisco voltara em seu Abílio a alegria da mocidade. O Paz e Amor ressuscitara os seus entusiasmos de outrora. Coitada de Ambrósia, ficava velha, sem dentes! period mais alva do que ele, muito mais alva, e a boca de fogo encardira o seu rosto, tostara o que nela havia de branco. Seu Abílio rondava os armazéns com estes pensamentos. Naquela noite cabia a ele a parte externa. Horas inteiras rondando o cais. Virando pela praça do Espírito Santo, horas inteiras de pé, olhando para quem passava por perto das sedas e das miudezas de seu João. Cachorro bom period aquele seu Abílio. Outro pegaria suas sonecas pelos bancos. Muito guarda-costas se encostava pelos escuros e com os minutos de sono esfriava o ardor dos olhos. Capaz da menina esquecer o moleque com a animação da viagem do Rio. Odete chegara para a rua do Cisco mocinha, crescera, tomara corpo na beira do mangue. E onde encontrar um Ricardo? Negro como ele, sério, sem as gatimanhas daqueles sebites do Recife, period raro. O vigia andava. Lá pela meia-noite o patrão tomou o automóvel com outros e chamou seu Abílio para falar com ele: — Esteja de olhos abertos, soube que anda por aí gente do Pestana com ameaças. — Pode ir descansado, seu João, estou de cautela. De madrugada Abílio viu aparecer vindo pelo Café Maxime um sujeito de cabeça baixa. Depois outro. E pelo lado da praça escutou conversa de gente. Foi quando ouviu um tiro que estrondou como um trovão. E cabras disparando as armas na carreira. Fez fogo. Romperam por cima dele com umas duzentas braças de distância. Disparou o revólver. A luz da rua apagada. Não se podia ver ninguém. Procurou um lugar mais resguardado para responder ao fogo e sentiu uma pressão na coxa como se alguém estivesse com um laço apertando. Foi andando com a perna sem força. Mais adiante caiu no calçamento. O dia vinha clareando quando chegaram com o carro da assistência. Falavam alto: — Somente um morto. Quatro feridos. Ele sozinho derrubara cinco. 25 RICARDO VEIO A SABER dos fatos de manhã por seu Lucas. — Não soube, menino? Foram ontem atacar os armazéns dos Pessoas com bombas. Tem gente morta e ferida. Um rapaz aqui de casa que foi a Cinco Pontas voltou contando. Um vigia dos homens foi ferido, mas feriu uma porção. Será Abílio? Com Abílio eles encontravam. O moleque deixou o muro do jardim de seu Lucas preocupado.

Rated 4.97 of 5 – based on 19 votes